Receba nossos informativos. Cadastre-se!

Nossas Redes

Nossos Pacientes por Tipos de Deficiências – Atualização de 2017

Em Notícias, 10/10/2018

AUMENTAR | diminuir fonte

As Casas André Luiz prestam atendimento especializado para a melhoria na qualidade de vida das pessoas com deficiências.

Com 70 mil metros quadrados, a Unidade de Longa Permanência – U.L.P., está localizada na cidade de Guarulhos, em São Paulo, onde residem cerca de 600 pacientes com diversos tipos de deficiências

 

 

PACIENTES POR Tipos de Deficiências

Pacientes por tipos de deficiências

 

Deficiência Intelectual Leve

É caracterizada por limitações discretas relacionada à aprendizagem e capacidade de comunicação, por exemplo, que demoram a ser desenvolvidas. Esse grau de deficiência intelectual pode ser identificado por meio de teste de inteligência, cujo quociente intelectual (QI) é entre 52 e 68.

 

Conheça a paciente Gisele Aparecida Martins, classificada com Deficiência Intelectual Leve

Pacientes por tipos de deficiênciasTem 48 anos e foi internada nas Casas André Luiz aos 2 anos de idade.

Gisele trabalha no departamento de Serviço Social, executando a tarefa de entregar documentos pela Instituição. Ela costumava ter dificuldades de convivência em grupo, mas graças ao atendimento psicológico que recebeu, hoje convive muito bem em ambientes onde há interação social.

 

Na fonoaudiologia ela trabalha a disfagia e o treino via oral com exercícios miofuncionais.

Ultimamente, Gisele tem se destacado muito na prática da bocha adaptada, e graças a esse esporte, melhorou a amplitude dos movimentos de seus membros superiores.

Pacientes por tipos de deficiênciasPacientes por tipos de deficiênciasPacientes por tipos de deficiênciasPacientes por tipos de deficiências

 

Deficiência Intelectual Moderada

Nessa classificação se encaixa quem consegue ter hábitos de autonomia social e pessoal porém, com mais dificuldades do que os pacientes com deficiência leve. Podem apresentar dificuldades para se expressar oralmente, mas conseguem aprender a se comunicar pela linguagem verbal. Seu desenvolvimento motor é regular e têm capacidade para adquirir alguns conhecimentos tecnológicos.

 

Conheça o paciente Irineu da Costa, classificado com Deficiência Intelectual Moderada

Pacientes por tipos de deficiênciasTem 44 anos e foi internado em 1983, aos 9 anos de idade. Irineu possui deficiência mental moderada e paraplegia espástica.

Na Terapia Ocupacional ele pinta quadros em madeira e em telas, também pinta capas de cadernos, coloca espirais, além de fazer todo tipo de acabamento utilizando apenas os pés.

Na fonoaudiologia, trabalha o aumento do repertório linguístico, enquanto na Ed. Física faz exercícios para desenvolver os membros superiores para que possa ter uma boa locomoção na cadeira de rodas e ser o mais independente possível.

Irineu também passa por atendimentos na Psicologia 1 vez por semana.

 

Pacientes por tipos de deficiênciasPacientes por tipos de deficiênciasPacientes por tipos de deficiênciasPacientes por tipos de deficiências

 

Deficiência Intelectual Grave

Classificação na qual se encaixam pessoas que precisam de maior atenção porque sua autonomia pessoal e social é bastante rasa. Por apresentarem problemas psicomotores significativos, realizam poucas atividades básicas do cotidiano e sua aprendizagens em pré-tecnológicas é bem simples.

 

Deficiência Intelectual Profunda

É caracterizada por pessoas que apresentam um sério comprometimento no desempenho das funções básicas. Têm muita dificuldade de comunicação com o meio, assim como sensório-motores. Dificilmente têm autonomia para responder a treinos simples de autoajuda, ou para deslocamentos.

 

Conheça o paciente Wellington Lima Santos, classificado com Deficiência Intelectual Profunda

Pacientes por tipos de deficiênciasWellington Lima Santos tem 31 anos e foi internado na Instituição em 2008, aos 21 anos de idade. Wellington possui tetraplegia espástica e Paralisia cerebral infantil.

Na Terapia Ocupacional ele produz bijouterias, capas caderno, tapetes, cartões artesanais, porta treco, pinturas em madeira e quadros.

Wellington passa por atendimento psicológico 1 vez por semana e na fonoaudiologia busca aprimorar a ampliação de seu repertório linguístico.

Por apresentar baixa coordenação dos membros superiores, Wellington trabalha na Educação Física a melhora da coordenação motora para poder continuar praticando a bocha. Além de praticar o esporte de bocha adaptada, o Wellington também participa da CIA de Danças.

Pacientes por tipos de deficiênciasPacientes por tipos de deficiênciasPacientes por tipos de deficiênciasPacientes por tipos de deficiências

 





Ajude »

Colabore com a manutenção dos atendimentos ao deficiente intelectual

 

Deseja ver mais opções de doação?

 

 

 

Galeria de Vídeos »

© 2018 C.E.N.L. Casas André Luiz. Todos os direitos reservados.

Todo o conteúdo do website é de uso exclusivo do Centro Espírita Nosso Lar Casas André Luiz,
ficando proibida sua reprodução ou utilização a qualquer título, sob as penas da lei.
Telefone: (11) 2457-7733
E-mail: faleconosco@casasandreluiz.org.br