Mario Sergio Cortella e os riscos da antropolatria na sociedade atual
Notícias Fique por dentro

Mario Sergio Cortella e os riscos da antropolatria


Destaque de março, 2021
 

Mario Sergio Cortella é figura marcante em todo lugar que passa. Formador de opinião, o filósofo e escritor é reconhecido como um dos principais pensadores da atualidade. Segundo ele, frente às adversidades do novo século, a pandemia de Covid-19 balançou fundamentos e certezas; derrubou por terra conceitos e trouxe à luz da razão novas maneiras de encarar o mundo, o ser humano, o indivíduo e o coletivo.

“É evidente que tudo que ocorreu no ano passado se deve a nossa ação, mas é um pedaço da nossa ação que é absolutamente importante para podermos olhar”, comenta Cortella, finalista do Prêmio Darcy Ribeiro de Educação, criado para prestigiar o trabalho daqueles que atuam tanto na defesa quanto na promoção da educação nacional.

Assista ao depoimento completo de Mário Sergio Cortella:

Mario Sergio Cortella compartilhou de sua opinião com os espectadores da Maratona Fest, organizada pelas Casas André Luiz em dezembro de 2020. O pensador contrapôs a arrogância do homem moderno e a necessidade de uma reflexão profunda sobre a vida, que não pode, de maneira alguma, ser relegada a uma mera banalidade.

Trabalhar em prol da vida em sua totalidade, conferindo qualidade e atendimento humanizado às pessoas com deficiências, é o principal objetivo dos colaboradores e especialistas que atuam na Casas André Luiz.

Sua contribuição é muito importante para que estes profissionais continuem esta missão. Seja um elo desta corrente do bem e faça sua doação financeira, ou doe notas e cupons fiscais sem CPF. Alimentos e medicamentos também são muito bem-vindos.

Para agendar a retirada de doações de eletrônicos, equipamentos de informática, móveis, roupas, calçados, brinquedos, geladeiras, máquinas de lavar, sofás, acessórios, artigos de decoração, fogão, cama, mesa, armários, guarda-roupas, tudo precisa estar em bom estado.

Mário Sergio Cortella: “Torna-te necessário”

Segundo o autor do livro “Por que Fazemos o que Fazemos?”, publicado em 2016 pela editora Planeta, 2020 ensinou muitas coisas, entre elas, a necessidade de humildade intelectual.

Mario Sergio Cortella

A nossa antropolatria nos ofereceu, de modo equivocado, a ideia de que nós somos qualquer coisa, inclusive, de ameaçar a nossa própria vida com o descuido, com a incapacidade de cuidado, com a ofensa ao conjunto da vida”.

Cortella aborda o tema e reflete que a vida não pode ser vista como algo descartável: “Afinal, não basta que só nós estejamos nessa vida, é preciso que esta vida tenha relevância, que ela tenha importância, e não apenas para mim. Quando se pensa em vida, pensamos num V maiúsculo. Vida é maiúsculo, vida é fertilidade, é partilha, e tudo isso vai muito além da sobrevivência. Sim, é difícil, mas não é impossível, afinal, é vida”, conclui.

Publicado em: 22/03/21

Colabore com os atendimentos às pessoas com deficiência

Receba nossa news:

Casas André Luiz

© 2019 C.E.N.L. Casas André Luiz. Todos os direitos reservados.
CNPJ: 62.220.637/0003-02 • Isenção Fiscal: 25000.168702/2018-58.
Telefone: (11) 2457-7733 • E-mail: faleconosco@casasandreluiz.org.br