Rotina dos pacientes durante a quarentena em prevenção à COVID-19
Notícias Fique por dentro

Como está a rotina dos pacientes durante a quarentena em prevenção à COVID-19?


Destaque de agosto, 2020
 

Unidade de Longa Permanência

Os pacientes têm, em sua maioria, perfil de deficiência intelectual grave ou profunda, dificuldades de locomoção e idade avançada. Portanto, o convívio em suas casas, junto aos seus familiares, é inviável. São pessoas que dependem de auxílio profissional para executar ações básicas como realizar a higiene pessoal, alimentar-se ou locomover-se.

Na ULP, vivem mais de 550 pacientes em regime de internação, logo os atendimentos não foram interrompidos por completo, porém receberam adequações. Veja a seguir.

Psicologia

  • Foram mantidas as terapias individuais, mas apenas com o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), tanto pelo profissional, quanto pelos pacientes;
  • As terapias em grupo foram suspensas;
  • As atividades na sala de inclusão digital foram mantidas, porém com menor fluxo de pacientes e também sob a condição de utilização de EPIs;
  • As atividades profissionalizantes (Atividade Instrumental de Vida Diária – AIVD) foram canceladas;
  • Iniciou-se a conscientização dos pacientes participantes do atendimento em grupo “Nada sobre Nós Sem Nós” sobre a pandemia;
  • Foram canceladas as Oficinas de Inclusão Digital e Arte Livre;
  • Canceladas as atividades festivas em grupo;
  • Continuidade da Oficina Semear com o paciente Sidnei, devido a sua dificuldade de se manter em isolamento social;
  • Iniciou-se o atendimento aos funcionários de Reabilitação, auxiliando-os a lidar com as dificuldades consequentes da quarentena.

Serviço Social

  • Ampliação das atividades de chamadas de vídeo entre pacientes e padrinhos;

Reabilitação

  • Devido à rotatividade dos profissionais de saúde (por férias, carga horária reduzida, licença e afastamento), a equipe está em constante treinamento de prevenção à COVID-19;
  • Distribuição de máscaras aos colaboradores para uso contínuo nas dependências da Instituição, além de somente durante os atendimentos.

 Ambulatório de Deficiências

  • Os atendimentos foram suspensos, mas os profissionais estão trabalhando constantemente em atividades que podem ser realizadas em casa, com a ajuda dos familiares, para que a evolução dos 1.200 pacientes atendidos não seja comprometida durante este período.

Casas André Luiz recebem Prêmio de 100 Melhores ONGs do Brasil 2018

Reconhecida pelo Instituto Doar e Rede Filantropia com o prêmio Melhores ONGs do Brasil, por ser referência no atendimento à pessoa com deficiência intelectual e física, também recebeu o Selo Doar, que certificou a Instituição com conceito A+ de padrão de Gestão e Transparência. As Casas André Luiz é uma das 100 melhores ONGs para se doar do Brasil!

Como doar para as Casas André Luiz:

Além da contribuição financeira, recebemos também notas e cupons fiscais sem CPF, eletrônicos, itens de informática, móveis, roupas, brinquedos, informática, notebooks, computadores, geladeira, máquina de lavar, sofá, calçados, acessórios, fogão, cama, mesa, objetos de decoração, armários e guarda-roupas em bom estado com retirada gratuita. Toda a verba arrecadada com as vendas destes produtos, nos bazares Mercatudo, é revertida para o atendimento especializado e gratuito a mais de 1.700 pessoas com deficiências.

As Casas André Luiz está entre as Melhores Ongs do Brasil: Confira!

Publicado em: 19/08/20

Colabore com a manutenção dos atendimentos a pessoa com deficiências

Receba nossa news:

Casas André Luiz

© 2019 C.E.N.L. Casas André Luiz. Todos os direitos reservados.
CNPJ: 62.220.637/0003-02 • Isenção Fiscal: 25000.168702/2018-58.
Telefone: (11) 2457-7733 • E-mail: faleconosco@casasandreluiz.org.br