70 anos - Trabalhando por gerações para todas as gerações
 
Notícias Artigos

70 anos de qualidade no atendimento à pessoa com deficiência


Destaque de janeiro, 2019

O ano é 1949. A inspiração projetada é levar ajuda a famílias extremamente pobres e a crianças órfãs e abandonadas, atendendo às necessidades de alimentos, roupas, agasalhos e outros artigos de uso pessoal e doméstico. No entanto, com o passar dos anos, descobriu-se que a verdadeira vocação era assistir com carinho e cuidado crianças com deficiência intelectual.

Sete décadas de história

Em 1958 é inaugurada, em Guarulhos (SP), a Casa da Criança André Luiz, com apenas 15 crianças carentes com deficiência intelectual. No ano seguinte, foi adquirido um terreno de 70 mil m² no bairro do Picanço, dando início à Unidade de Longa Permanência (ULP), hoje com quatro unidades, construídas em 1962, 1964, 1968 e 1974, abrigando 600 pacientes institucionalizados.

Atualmente, 68% têm mais de 30 anos de internação, 71% são casos graves e mais de 40% são acamados e/ou cadeirantes. Além do completo atendimento médico-hospitalar e das terapias de fonoaudiologia, psicologia, terapia ocupacional, fisioterapia neuromotora e cardiorrespiratória, a estrutura conta com os serviços de apoio de manutenção, lavanderia, costura, serviço de nutrição e dietética, farmácias e muitos outros, a fim de garantir toda a assistência ao público da Instituição.

Ambulatório de Deficiências

A experiência adquirida na ULP deu subsídios à construção de um trabalho que destaca a promoção do convívio familiar e social, contribuindo para o exercício da cidadania e a melhoria da qualidade de vida das pessoas com deficiências.

Então foi criado, em 1991, o Ambulatório das Casas André Luiz, com o objetivo de favorecer a habilitação e a reabilitação das funções físicas e motoras dos pacientes, propiciando adequação dos comportamentos para que eles possam se apropriar de sua integridade, de condições de autonomia e do conhecimento sobre seus direitos enquanto cidadão, além de fortalecer os vínculos familiares.

Melhor ONG para se doar

Uma iniciativa do Instituto Doar e Rede Filantropia reconheceu, em 2018, as Casas André Luiz como referência no atendimento à pessoa com deficiência intelectual e física, premiando como uma das Melhores ONG’s para se doar. O prêmio foi criado para valorizar as organizações filantrópicas que se destacam entre as 800 mil Organizações Não Governamentais do Brasil, pelo trabalho em prol da sociedade com boas práticas de gestão e transparência.

Futuro

O aniversário marca também um importante ciclo de sustentabilidade para os próximos 70 anos de atuação. Embora muito comum associar o terceiro setor a algo apenas filantrópico, é cada vez mais evidente que as organizações precisam de governança e transparência para atingir as metas de gestão. Três pontos são destaques para os próximos anos.

O primeiro deles é o Plano Gestor (Plano Estrutural), cuja ideia é dar sequência com o aprimoramento das áreas estratégicas de Gestão de Pessoas, Finanças, Processos e Marketing, para que unidades operacionais se fortaleçam e tenham melhor estrutura para buscar as necessidades da Instituição.

Em seguida, a Redução de Despesas, a fim de manter o equilíbrio financeiro, principalmente em um cenário de crise econômica, para não comprometer o trabalho social e também a Captação de Recursos, buscando novos recursos, apoiando as áreas de captação e fortalecendo as parcerias e os doadores estão no escopo da gestão.

Publicado em: 26/01/19

Colabore com os atendimentos às pessoas com deficiência

Receba nossa news:

Casas André Luiz

© 2019 C.E.N.L. Casas André Luiz. Todos os direitos reservados.
CNPJ: 62.220.637/0003-02 • Isenção Fiscal: 25000.168702/2018-58.
Telefone: (11) 2457-7733 • E-mail: faleconosco@casasandreluiz.org.br