Trabalho inclusivo oferece autonomia para pessoas com deficiências
 
Destaques Artigos

Trabalho inclusivo oferece direito à autonomia para pessoas com deficiências


Destaque de abril, 2020

Há mais de 10 anos, o departamento de Terapia Ocupacional das Casas André Luiz implantou o projeto Grupo de Qualificação, que oferece uma oportunidade de trabalho dentro da Instituição para pacientes residentes, a fim de dar continuidade ao processo desenvolvido na oficina de produção da própria T.O. O objetivo é possibilitar o aprimoramento da independência de cada paciente, reforçando sua socialização, responsabilidade e conceito de cooperativismo.

Atualmente, as Casas André Luiz contam com 17 pacientes assíduos neste projeto, que atuam em diversas áreas da Instituição, como Odontologia, RH, Fisioterapia, Educação Física, Creche, Manutenção, Voluntariado, Serviço Social, Cozinha e outros.

Todos os pacientes podem participar?

Para participar deste projeto, o paciente precisa apresentar tolerância a permanecer no posto de trabalho para o desenvolvimento das atividades propostas, além de possuir independência na locomoção, habilidade para as tarefas disponíveis e senso de responsabilidade. A carga horária é de cinco vezes por semana e pode durar de duas a quatro horas diárias.

Como funciona a remuneração deste trabalho?

Na Terapia Ocupacional existe um quadro no qual diariamente os pacientes levam uma foto comprovando sua presença no trabalho. No final de cada mês eles são contemplados com o valor referente aos dias trabalhados e recebem o pagamento em uma moeda interna. Essa moeda é utilizada espontaneamente na loja que fica dentro da terapia ocupacional, onde eles encontram roupas, sapatos, bolsas, maquiagem, itens de higiene pessoal, bijuterias e acessórios. Os produtos comercializados na lojinha são recebidos em doação, como por exemplo, itens dos bazares do Mercatudo Casas André Luiz.

Trimestralmente os participantes do grupo realizam saídas com um terapeuta ou técnico, que fica responsável por um valor em dinheiro para leva-los aos lugares que queiram ir, como por exemplo, fazer compras no shopping, ir ao cinema ou lanchar fora.

Antes do paciente ser apresentado ao projeto de trabalho inclusivo, ele passa por atividades no programa da oficina de produção, onde aprende a produzir itens de artesanato, como tapetes, cadernos, porta-treco, quadros e outros itens. Após ser avaliado, ele é encaminhado para o programa de qualificação, para incluí-lo em uma vaga de trabalho inclusivo de acordo com as suas habilidades.

Desde o início do projeto, foram comprovados diversos benefícios aos pacientes, como fortalecimento da ideia de responsabilidade, expansão da autonomia e a socialização, que sempre é reforçada nas saídas trimestrais.

A maior conquista desse projeto é o respeito ao indivíduo, que se desenvolve e produz.

Publicado em: 06/04/20

Colabore com a manutenção dos atendimentos a pessoa com deficiências

Receba nossa news:

Casas André Luiz

© 2019 C.E.N.L. Casas André Luiz. Todos os direitos reservados.
CNPJ: 62.220.637/0003-02 • Isenção Fiscal: 25000.168702/2018-58.
Telefone: (11) 2457-7733 • E-mail: faleconosco@casasandreluiz.org.br